A grama sintética do vizinho é mais verde?

Mais uma polêmica nacional, o Atlético está sendo beneficiado pela grama sintética da Arena?
Na TV, jornais, sites nacionais e locais falam sobre o assunto principalmente após a derrota do Cruzeiro na Arena da Baixada no sábado 29/10 quando jogadores e o técnico interino do time mineiro falaram em entrevistas que demoraram a se adaptar ao gramado sintético da Arena.
Antes de me adiantar na crítica, quero expor minha opinião aqui: acredito que o fator principal das vitórias do Furacão na Arena da Baixada seja a torcida que empurra a equipe o jogo inteiro. Vejamos como exemplo o Atletiba de 16/10 pelo brasileiro deste ano vencido por 2 a 0 pelo Atlético mas disputado na Vila Capanema, para quem é de fora de Curitiba, este é o estádio do Paraná Clube. Neste estádio o campo é muito bom e a equipe atleticana jogou muito bem, empurrado pela sua torcida, sem grama sintética. Ou seja, neste caso somente entraram os fatores de qualidade dos jogadores e força da torcida rubro-negra. Como visitante, infelizmente a torcida do Atlético não tem a mesma força, além dos jogadores não conseguirem manter a qualidade com gramados esburacados e difíceis de manter um bom toque de bola, mas isto é outra história…

Por outro lado, pessoas que não acompanham as notícias do futebol paranaense, baseadas nas derrotas do Atlético fora de casa, acham um lugar comum e afirmam que o Furacão somente vence em casa por causa da grama sintética alegando que as demais equipes não estão adaptadas ao gramado sintético. Isto é miopia. Aliás, seria o Atlético quem deveria se adaptar aos gramados cheios de buracos da maioria dos estádios do Brasil? É verdade que a copa do mundo no Brasil trouxe bons campos para nós, mas a maioria ainda é muito ruim.

Que as demais equipes demorem um pouco a se adaptar a grama mais rápida eu entendo, mas porque não reclamar da Arena Corinthians? O Corinthians tem uma grama baixinha com um percentual de grama sintética misturada a natural <clique aqui para ler a matéria sobre a grama da Arena Corinthians>, molha a grama e fica tão rápida quanto a da Baixada. Claro, o Corinthians não tem o mesmo desempenho de mandante que o Atlético e muito menos o baixo aproveitamento fora.
O gramado sintético não tem buracos nem desníveis e passada quase toda a temporada nenhum jogador teve qualquer tipo de lesão ocasionada pelo gramado que muitos temiam no início do ano quando foi instalada a grama sintética.
Quero crer que com o passar do tempo muitos outros clubes que tem estádios com gramados pífios, venham a optar por colocar também a mesma grama sintética testada e aprovada pela Fifa e aí sim, garantir uma qualidade melhor para o futebol brasileiro, inclusive diminuindo o número de lesões.
Eu quero acreditar nisto, mas infelizmente passamos por um momento de credibilidade tão em baixa de nossos comandantes do futebol brasileiro que é bem mais provável que a CBF venha a proibir o uso da grama sintética pelo simples fato de que o Atlético joga melhor no seu gramado do que os clubes apoiados pela entidade máxima do futebol brasileiro.
Como diz Juca Kfouri: viaja Marco Pólo, viaja…

WEVERTON BRILHA, DEFENDE PÊNALTI CONTRA A ALEMANHA E GARANTE O OURO OLÍMPICO PARA O BRASIL

Ele fez história com a camisa da Seleção Brasileira. Na noite deste sábado (20), o goleiro Weverton conquistou a inédita medalha de ouro nas Olimpíadas para o futebol brasileiro. O jogador do Atlético Paranaense foi titular na decisão contra a Alemanha, defendeu um pênalti nas cobranças finais e garantiu a medalha de ouro ao Brasil.

<Clique aqui para ler a íntegra da reportagem no site oficial do Atlético/PR>

A história do Atletiba em Fotos

Acompanhe a série sobre a história do clássico Atletiba em fotos no blog Memória FC da Gazeta do Povo. Escolha o link abaixo para acessar o Blog ou ler a matéria escolhida.

<Clique aqui e Leia a matéria: Parte 7 – Último Capítulo>

<Clique aqui e Leia a matéria: Parte 6 – A revolução da Internet>

<Clique aqui e Leia a matéria: Parte 5 – Tarde no Cemitério Indígena>

<Clique aqui e Leia a matéria: Parte 4 – Nada mais será como antes>

<Clique aqui e Leia a matéria: Parte 3 – A Revolução do Metal>

<Clique aqui e Leia a matéria: Parte 2 – A Revolução dos Cabelos>

<Clique aqui e Leia a matéria: Parte 1 – Atletiba de 1968>

< Clique aqui e acesse o Blog Memória FC>

Atlético e Coritiba na Série A em 2016

Atlético e Coritiba encerraram suas participações no Brasileirão 2015 e disputarão juntos novamente a Série A em 2016. O rubro-negro da baixada terminou o brasileirão em décimo lugar e o principal assunto a partir do término do campeonato são as eleições do clube, onde há uma chapa de oposição e uma chapa da situação disputando as vagas do conselho no dia 12/12/2015 (sábado). Já no Coritiba, que terminou o brasileiro em décimo quinto lugar, o principal assunto no clube é a escolha do novo treinador que assumirá o lugar de Pachequinho, que volta para a comissão técnica. O nome do novo técnico coxa-branca deve ser Gilson Kleina e pode ser anunciado nas próximas horas.

Atlético é vice-campeão da Copa do Brasil Sub-20

Os garotos do time Sub-20 do Atlético estão de parabéns! Com uma excelente campanha, empatando apenas uma partida e vencendo outras 7, chegaram a grande final da Copa do Brasil Sub-20 para enfrentar o São Paulo. Mesmo não conseguindo vencer nesta terça (24/11), sagraram-se vice-campeões da Copa mostrando que o Atlético tem uma categoria de base entre as melhores do Brasil. O grande destaque da equipe Atleticana foi o volante Bruno Rodrigues. Leia abaixo uma matéria sobre Bruno no site Globo Esporte.

<Clique aqui e leia a matéria sobre Bruno Rodrigues>

Eleições do Atlético terão urnas eletrônicas

Segundo informações do site da Gazeta do Povo (clique aqui para ler a matéria) nesta terça (17/11), o Atlético obteve licença do TRE para utilizar urnas eletrônicas em sua eleição que acontecerá no mês de dezembro. Ainda segundo o jornal, o colégio eleitoral atleticano poderá contar com cerca de 10.000 sócios votantes.